encaramos diretamente a pupila do outro
e nem demos conta do resto.
depois não foi muito,
talvez o bastante
(e não é isso que o fará mais bonito).

a verdade é que eu poderia ter caído nessa contigo, boy
fato incontestável.
mas eu não sei bem ao certo
em que momento me veio a ideia de tirar o corpo fora.
como um estalo,
deixei passar
longe de mim.

as coisas que se perdem
(aqui de dentro)
são cada vez mais minúsculas
que eu nem sei se convém correr atrás.

"o valor era baixo",

ele me falou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário